Cuidando bem da pistola de pintura

 
Por Misael do Carmo dos Santos
Colaborador da oficina CESVI BRASIL
Para não dar zebra no seu trabalho de pintura, é importante manter suas ferramentas muito bem cuidadas. Tratando bem delas, o resto é com o seu talento.
 É o caso da pistola de pintura. Siga as dicas do CESVI para que a sua ferramenta de trabalho esteja sempre pronta para atender às necessidades do serviço.
Sempre limpe a pistola com thinner após usar. Cuidado para não deixar resíduos, que podem danificar as vedações internas. E muito carinho na hora de retirar a capa e o bico.
Ao aplicar a tinta, use um leque menor para economizar material. O normal é usar de 2,5 a 3 voltas, mas isso pode variar de acordo com a marca do equipamento.
Para uma pintura uniforme, o ar deve estar livre de partículas sólidas e óleos. Confira se a manutenção do compressor e a da rede de ar estão em dia.
– As pistolas HVLP (“alto volume, baixa pressão”) costumam ter uma regulagem de ar que gira em torno de 2 a 2,5 bar de pressão. Use um manômetro na entrada da pistola para controlar melhor essa pressão.
Quer que os resultados da pintura sejam 100%? Faça o trabalho todo dentro do ambiente mais adequado: a cabine de pintura.

1 Comentário

  1. 28 de Abril de 2013  0:05 por rogelma pinto Responder

    O segredo de um bom trabalho de pintura é a limpeza.Obrigado.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.