ESSENCIAL | Aditivos na repintura

 

Além de evitar danos que prejudicam a qualidade final da repintura, os aditivos são capazes de agilizar os trabalhos, o que é muito importante para oficinas que realizam pequenos reparos. Vamos ver quais são esses aditivos, e para que servem.

PRIMER DE SECAGEM COM LUZ ULTRAVIOLETA
Trata-se de um primer de enchimento em spray, capaz de atingir espessuras de até 250 micras (uma pintura original possui 100 micras de camada). Não precisa de aplicação de um fundo fosfatizante, pois proporciona uma boa aderência sobre a chapa, protegendo-a contra a corrosão. O mais importante é que o tempo de secagem é de 2 minutos, em média.
Além disso, o primer de secagem UV pode ser aplicado no processo de repintura em plástico sem promotor de aderência.

VERNIZ “ALTOS SÓLIDOS” DE SECAGEM RÁPIDA
Fazer polimento de verniz após meia hora de aplicação? É possível graças a sistemas de “altos sólidos” com aditivos para acelerar o processo de cura. Esses sistemas são recomendados para a aplicação de retoques nos quais o polimento sempre ocorre para dar o acabamento entre o verniz original e o verniz recém-aplicado.
Nesse caso, logo após a aplicação do verniz, este é submetido à secagem com um painel de radiação infravermelho por aproximadamente 20 minutos. A partir daí, basta aguardar o resfriamento da peça a temperatura ambiente para realizar o polimento.

ADITIVO DE FUSÃO
Usado para diluir o verniz no final da aplicação e fazer com que este se funda ao verniz original, evitando que ocorra quebra da emenda do verniz durante o polimento.
É muito importante lembrar que, neste caso, a secagem do verniz também é decisiva em relação à quebra de emenda que, com certeza, ocorrerá caso a cura não seja completa.

ADITIVO DE EFEITO
Disponível como uma base no sistema de mixing, é utilizado para realçar o efeito do alumínio ou das pérolas das cores em poliéster. É muito utilizado na cor prata.

BASE FOSQUEANTE
Na máquina de mixing, há uma das bases que possui a característica de fosquear a tinta PU. Esta base é usada principalmente para a pintura de peças plásticas.

ADITIVOS FLEXIBILIZANTES
Usados nos primers e vernizes, de modo a aumentar sua flexibilidade. É fácil identificar quando um para-choque foi repintado com um material sem o auxílio de um flexibilizante, pois surgem pequenas trincas, às vezes imperceptíveis, que, com o passar do tempo, agravam-se, de forma a provocar outros problemas com o desplacamento.

PROMOTOR DE ADERÊNCIA PARA PLÁSTICO
É derivado de poliolefinas cloradas e tem o objetivo de promover a aderência dos materiais de pintura sobre diversos tipos de plástico. É importante, nesse caso, saber identificar o tipo de plástico, a fim de verificar se há necessidade do promotor de aderência, e qual o mais recomendado. Lembre que cada fabricante de tinta possui uma especificação quanto ao produto e à forma de aplicação.

ADITIVO TEXTURIZANTE
Serve para recuperar o aspecto de textura do para-choque que tenha passado por reparo ou esteja esbranquiçado pela exposição às intempéries. Esse tipo de aditivo pode ser encontrado com textura fina ou grossa, e é muito útil, principalmente para a personalização do kit de peças plásticas.

ADITIVO ANTICRATERA
Funciona como uma vacina contra a contaminação de ceras ou silicones, evitando assim a formação de crateras em tintas e vernizes.

3 Comentários

  1. 5 de setembro de 2016  22:03 por Pracielio Responder

    Parabéns a todos os colaboradores e responsáveis pelo site todos os tutorias são muito ùteis, as dicas e instruções me ajudaram muito. Obrigado!

  2. 15 de julho de 2016  10:56 por Junior Guimarães Responder

    Hoje tive a oportunidade de conhecer esse canal de informações, MUITO BOM!

  3. 8 de junho de 2016  1:44 por LUIZ ANTONIO Responder

    MUITO BOM OS COMENTÁRIOS E DICAS DO CLUBE DAS OFICINAS,PARABÉNS A TODA EQUIPE RESPONSÁVEL......GRATO

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.